Os riscos de dividir objetos pessoais